Congresso deve concentrar esforços em reformas

De Brasília

Com a virada do ano, novos desafios surgem na política. Há um conjunto de temas de interesse do governo em discussão no Congresso. Na Câmara, projetos relevantes aguardam votação: Reforma da Previdência, o acordo de leniência, o Código de Mineração, a Lei Geral das Agências Reguladoras, a convalidação dos benefícios fiscais concedidos sem aprovação do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), entre outros.

No Senado, estão os projetos sobre a securitização da dívida de União, estados e municípios, a unificação do ICMS, a terceirização, a exploração dos jogos de azar, entre outros. Considerando que não haverá eleições em 2017, são boas as perspectivas de análise dos projetos mencionados.

A empresa de consultoria política Arko Advice prevê andamento lento das propostas “por causa do debate centrado na Reforma da Previdência, na Reforma Política e na antecipação do debate sucessório de 2018”.

Armando quer mesmo empenho na votação das reformas

Aprovado o afastamento de Dilma Rousseff, contra o qual foi um dos 20 votos vencidos, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) declarou nesta quarta, 31 esperar que o Congresso Nacional se debruce doravante sobre as reformas econômicas “com a mesma energia que dedicou ao processo de impeachment”.

“O impeachment é um episódio passado. É hora, a partir de agora, de pensarmos no país, que está enredado numa grave crise econômica. ”, declarou ele, após a votação.

O senador pernambucano disse ser essencial o Congresso aprovar medidas de controle efetivo dos gastos públicos e as bases de um novo regime fiscal, que assegure o equilíbrio das contas públicas mesmo em épocas de turbulência econômica, como a atual. Segundo ele, o Congresso deve, ao mesmo tempo, votar medidas que incentivem os investimentos em infraestrutura, ampliem as exportações e estimulem a produtividade da economia.

Armando enfatizou que a aprovação do impeachment foi “um grave precedente”, que pode “se banalizar”. Na sua opinião, configurou-se “ uma ruptura institucional que pode desestabilizar o sistema político brasileiro, uma nódoa no regime democrático”.

De acordo com o senador petebista, a decisão do Senado de, mesmo cassando o mandato presidencial, permitir a Dilma Rousseff exercer funções e cargos públicos, “foi uma forma de aplacar a consciência daqueles que não se sentiram confortáveis em cometer a violência completa” contra a ex-presidente da República.

Paulo defende agenda de reformas para resgatar a confiança no Brasil‏

O governador Paulo Câmara defendeu hoje (20.05) a agenda de reformas institucionais como o caminho para o Brasil retomar a confiança no futuro da economia nacional. “Vamos apoiar o que deve ser apoiado e trazer de volta a confiança. Tenho a crença de que o Brasil tem jeito, de que o Brasil é maior do que qualquer crise”, disse Paulo, durante palestra para empresários e executivos que integram o Conselho do World Trade Center São Paulo (WTC SP), cujo presidente é o ex-ministro Ozires Silva.
 
Paulo voltou a lamentar que o maior efeito da crise seja o aumento do desemprego. “Em 2015, foram fechados 1,5 milhão de postos de trabalho e o Nordeste tem sido a região mais afetada, uma região que tem 28% da população é apenas 14% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional”, registrou. Para o governador pernambucano, a atual crise está colocando em risco as maiores conquistas dos últimos 30 anos: a democracia, a estabilidade da economia e os avanços sociais.
 
“As reformas precisam ser feitas para que possamos retomar a confiança; da Previdência, a Política, a Reforma Tributária, a Reforma Trabalhista. Precisamos fazer a conta da previdência fechar, também não dá para conviver com mais de 20 partidos com representação no Congresso Nacional e se esgotou o chamado modelo político do Presidencialismo de coalizão”, argumentou Paulo Câmara.
 
POTENCIAIS DE PERNAMBUCO – O governador Paulo Câmara destacou o avanço que o Estado de Pernambuco obteve nos últimos anos, com a expansão de polos econômicos já existentes, como o de bebidas, turístico e de alimentação, além da criação de novos polos: automotivo do Grupo Fiat-Chrysler (FCA), farmoquímico e de biotecnologia, em Goiana, petroquímico e naval, no Complexo Industrial e Portuário de Suape.
“Mas também estamos trabalhando a agenda da economia do conhecimento, com, por exemplo, o Porto Digital e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo FCA. Precisamos multiplicar essa agenda da inovação, em parceria com as empresas e a academia”, disse Paulo. Outro diferencial destacado por ele foi os avanços obtidos com o Ensino Médio de Pernambuco.
 
“Conseguimos construir a maior rede de ensino em tempo integral. Maior do que as redes de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais juntas. Temos o quarto. melhor ensino público do País, segundo o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e a menor taxa de abandono”, elencou o governador pernambucano, que contou com as companhias dos secretários estaduais Márcio Stefanni (Fazenda), José Neto (Assessoria Especial) e Thiago Norões (Desenvolvimento Econômico).

Camelódromo passa por reformas

O Camelódromo de Caruaru está passando por reformas. Após a finalização da pintura, solda e limpeza, o espaço agora aguarda pela implantação de uma nova coberta. “A lona já foi encomendada e, assim que chegar, colocaremos”, explicou o secretário de Infraestrutura, Bruno Lagos, aos comerciantes do local, na manhã de ontem.

Assim que foi vista a necessidade de manutenção no Camelódromo de Caruaru, a prefeitura orçou as precisões, elaborou o projeto e priorizou a busca por recursos. A licitação teve início no semestre passado, mas, seguindo as recomendações do Tribunal de Contas, foi preciso fazer a cotação com três empresas diferentes, o que retardou o processo de revitalização.

Escolas da zona rural são reformadas e ampliadas

Com o objetivo de proporcionar melhores condições para a realização do trabalho pedagógico e também visando garantir uma educação de qualidade para os estudantes da zona rural, cinco escolas municipais receberam reparos, reforma e ampliação.

As obras foram realizadas nas escolas Manoel Valdevino, no sítio Craibeira; João Vênio, localizada em Dois Riachos; Adelino Alves, em Carneirinho; Manoel Trajano, na Vila de Carapótos; e a Joaquim Nabuco, em Jacaré Grande, todas situadas no segundo distrito de Caruaru.

“Uma intensa agenda de obras de reforma e ampliação está sendo cumprida não só apenas na área rural, mas também na área urbana. O compromisso da Prefeitura, através da Secretaria de Educação, é justamente investir na educação e assim melhorar a vida tanto dos alunos e dos pais, que estão tranquilos em deixar os filhos na escola, quanto dos professores”, garantiu a secretária de Educação, Graça Rosal.

As construções dos muros, banheiros, refeitórios, cisternas, cobertas, além de ampliações de cozinhas, dos pátios, colocação de cerâmica, novas pinturas e aquisição de equipamentos eletroeletrônicos, garantem ambientes mais harmoniosos para toda comunidade escolas.

Com as melhorias, já é possível fazer um balanço positivo. Segundo a gestora das unidades de ensino, Rosangela Ferreira, “conseguimos acabar com a evasão escolar e também com as desistências, o que, sem dúvida, melhora a aprendizagem das crianças”, afirmou.

Queiroz cobra andamento da reforma do aeroporto de Caruaru

O prefeito José Queiroz esteve na tarde desta quarta, 05, no Recife, para reunião na superintendência do Banco do Brasil. Queiroz agendou o encontro com o objetivo de saber como anda a questão do aeroporto de Caruaru, cuja reforma ficou sob a responsabilidade do Banco do Brasil, conforme delegou o Governo Federal.

O prefeito foi recebido pela por representantes da superintendente estadual, que explicaram que toda a primeira fase de levantamento técnico foi cumprida pelo Banco do Brasil e que agora estão aguardando o posicionamento do Governo para que possam partir para a segunda etapa, a licitação da obra. “Um aeroporto totalmente renovado e com voos comerciais daria um impulsionamento ainda maior ao crescimento de Caruaru. Como este é um assunto estratégico, estou sempre procurando informações até mesmo para atualizar o povo de Caruaru. O jeito é esperar e torcer que o Governo Federal priorize e toque essas reformas dos aeroportos”, disse o prefeito.

Novo mercado de Paratibe dobrará número de boxes

Reordenar o comércio local, melhorar as condições de trabalho para comerciantes e assegurar mais conforto para a população. Esses são alguns dos benefícios proporcionados pela revitalização e ampliação do mercado público de Paratibe, em Paulista, obra inspecionada pelo governador Paulo Câmara nesta sexta-feira (16). Com previsão de ser inaugurado em outubro próximo, o novo mercado vai dobrar o número de boxes, chegando a oferecer 104 espaços do tipo. Serão cerca de 20 mil metros quadrados onde funcionarão, além do mercado, um pátio de feira e um estacionamento com 104 vagas. Na vistoria que realizou nessa manhã, o Chefe do Executivo Estadual conversou com comerciantes, trabalhadores e acompanhou parte das obras.

“Esse equipamento vai gerar mais emprego e renda para o povo de Paulista. Também proporcionará qualidade de trabalho às pessoas que já atuam há tanto tempo aqui no mercado”, explicou Paulo Câmara, reforçando que seu governo ampliará as parcerias com os municípios. Para tal, ressaltou que um escritório de projetos está em fase de implantação no âmbito da Secretaria de Planejamento e Gestão. “Para dar condições aos municípios de pensarem e planejarem suas ações. As parcerias nesses casos são muito importantes. Para isso ser possível, é preciso bons projetos. São esses projetos que queremos incentivar. E Paulista dá um exemplo de que bons projetos saem do papel para resolver a qualidade de vida de muita gente; de muitos trabalhadores, como esses lutadores que atuam aqui”, arrematou.

A obra de requalificação do mercado público recebeu cerca R$ 12 milhões em investimentos, sendo R$ 10,3 milhões oriundos do tesouro estadual – o restante é verba municipal. O mercado de Paratibe dobrará sua capacidade, atingindo uma área total de 4.680 metros quadrados. Os 104 boxes em pré-moldado serão instalados em uma área coberta, dividida em setores para abrigar hortifrutis, açougues, pescados e grãos em geral. Outro espaço, com área de 5.460 metros quadrados, onde hoje funciona o mercado, será destinado à feira livre e também servirá como pátio de eventos. Do outro lado será erguido o estacionamento, que, além da capacidade para 104 veículos, terá ainda uma praça de convivência com bancos e jardineiras, banheiros feminino e masculino. A Praça Liberdade, que fica ao lado do equipamento, também será revitalizada.

Prefeito de Paulista, Júnior Matuto  enalteceu o impacto que o novo equipamento trará para Paratibe. “Isso não é uma obra de cal e pedra. Mas uma obra que dará vida à vida das pessoas. Será importante não só para Paratibe, mas para toda a região. Por aqui circulam, só no domingo, cerca de 45 mil pessoas. Essa é uma feira que se comunica com Paulista como um todo e com toda região Metropolitana Norte”, argumentou  o gestor, destacando a “sensibilidade” do ex-governador Eduardo Campos, que assinou o convênio, em marco de 2014, e do atual Chefe do Executivo estadual, Paulo Câmara, secretário da Fazenda à época da assinatura do convênio.

Do seus trabalho no mercado de Paratibe, João Pereira tira, há sete anos, o sustento da esposa e de quatro filhos. Para o comerciante, o novo espaço oferecerá melhores condições para os trabalhadores e compradores. “Estou achando ótimo porque vamos ter um lugar certo e digno para trabalhar. Vivemos aqui na rua; o que é hoje, não é amanhã. Tudo vai melhorar, até para o pessoal que vem fazer feira aqui”, elogiou. Quem também aprovou a iniciativa foi a comerciante Maria José da Silva. Instalada na área há 40 anos, dona Maria está animada com a ampliação do equipamento. “Vai ser bom para gente; teremos mais espaço, conforto e limpeza”, comentou.

CRONOGRAMA – Com a finalização do processo mais longo, que envolveu desapropriações e a terraplanagem da área, a obra segue em três etapas. A primeira, que deve ser concluída até março, é a entrega da área do estacionamento. De forma paralela, em parceria com a Ceasa, a Prefeitura de Paulista já realiza o cadastramento dos comerciantes que serão alocados no espaço, de acordo com o produto comercializado. Em seguida, com a conclusão do mercado público, em outubro,  os comerciantes que hoje atuam na rua e em terrenos privados serão instalados no novo espaço.  Por último, será feita a demolição da  estrutura atual do mercado, com a finalização do pátio livre da feira e de eventos, bem como a reforma da praça da Liberdade.

Aparelhos da Praça do Convento serão recuperados

A URB iniciou a manhã de ontem (16) retirando brinquedos e aparelhos de ginástica da Praça do Convento, do Parque das Rendeiras e do Baraúnas para recuperá-los ou substituí-los. O prazo para recolocação desse material é de cerca de 90 dias.

Segundo o Superintendente de Meio Ambiente, Guilherme Guerra, esses aparelhos foram danificados pelo mau uso. “Fizemos a manutenção na Praça do Convento, por exemplo, em dezembro do ano passado. Agora já é necessária outra revitalização, porque existe o ataque de vândalos nessa área. Pedimos que a população ajude a preservar esses espaços e em casos de movimentação estranha acionem a polícia”, alertou.

Avenida Brasil teve serviço paliativo finalizado

As obras paliativas e em caráter emergencial da avenida Brasil foram iniciadas em setembro. O serviço consistiu em uma estabilização da base onde uma camada de emulsão asfáltica foi colocada nos buracos abertos até a camada mais profunda e uma nova camada de asfalto revestiu a via em pontos específicos.A obra foi concluída hoje (20).

As chuvas atípicas do mês de outubro atrapalharam um pouco, mas o cronograma foi seguido e a obra está sendo entregue antes do previsto, que era dezembro. “A população não precisa se preocupar, pois o serviço é paliativo, mas foi bem feito. Existe um projeto definitivo, que tem um valor elevado. A Prefeitura busca recurso para executar. Mas, a avenida não podia esperar”, explicou Bruno Lagos, secretário de infraestrutura.

Ainda segundo Bruno, colocar em prática o projeto definitivo não significará que a manutenção não precisará mais ser realizada. “Toda obra tem um prazo de validade. A avenida Brasil tem trânsito intenso e de veículos pesados, já que corta bairros da cidade e liga-se a uma PE. Certamente a manutenção será sempre necessária e num menor tempo, em relação a outras vias da cidade”, comentou o secretário.

/**/

Pontos turísticos de Caruaru recebem manutenção no paisagismo

A Casa Museu Mestre Vitalino, o Memorial Mestre Galdino e a Praça do Artesão, todos do Alto do Moura, passaram por manutenção no paisagismo. As árvores receberam poda, o jardim foi limpo e ganhou plantação de novas espécies. A associação do bairro também foi contemplada com os serviços da Diretoria de Meio Ambiente, finalizados hoje (18).

No Museu do Barro, localizado no Pátio de Eventos, a manutenção do paisagismo ocorreu na semana passada. “Esse trabalho é realizado periodicamente e tem extrema importância para Caruaru que recebe turistas o ano inteiro”, destacou Evandro Santiago, engenheiro agrônomo da URB.