Escolas particulares estimam que até 12% dos alunos migrem para a rede pública

Da Agência Brasil

As escolas particulares poderão perder de 10% a 12% das matrículas em 2016, segundo estimativa da Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep). Com a crise econômica, os pais ou responsáveis estão com dificuldades para pagar as mensalidades.

Essa semana a Serasa Experian divulgou que a inadimplência dos alunos de instituições particulares de ensino fundamental, médio e superior no país aumentou 22,6% no primeiro semestre de 2015 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Essa foi a maior alta, em um primeiro semestre, desde 2012. Considerando apenas as escolas de ensino fundamental e médio, a inadimplência aumentou 27,2% nos primeiros seis meses de 2015 em relação ao mesmo período de 2014.

“A gente imagina que [a migração] vai pegar as escolas onde estão as classes C e D, que são as escolas que mais cresceram nos últimos anos”, disse a diretora da Fenep, Amábile Pacios. Segundo ela, esses alunos deverão trocar o ensino particular pelo público.

As mudanças já começaram este ano. No mês passado uma pesquisa do Ibope Inteligência para a Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostrou que a crise econômica levou 13% dos entrevistados a trocar os filhos de escola privada para escola pública de junho de 2014 a junho deste ano. A pesquisa foi feita entre os dias 18 e 21 de junho de 2015, com 2.002 pessoas de 16 anos ou mais. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Em relação às mensalidades do ano que vem, Amábile informou que a Fenep não tem uma média nacional das altas. Segundo ela, como as escolas só podem decidir o ajuste uma vez por ano, aumentos no custeio que ocorreram em 2015 deverão ser incorporados, além de reajustes nos salários dos professores previstos para o próximo ano.

“A gente sabe que quem tem alguma gordura (no orçamento), que são poucas escolas, e que podem poupar o aumento, vão poupar, mas a maioria vai fazer o reajuste dentro das planilhas”, disse. De acordo com Amábile, a situação das famílias que a escola atende deverão ser consideradas na hora do reajuste.

Quanto aos valores devidos, Amábile diz que cabe aos pais e a direção da escola renegociarem as dívidas, mas que isso varia de escola para escola. “A inadimplência sempre foi renegociada, mas isso tem que ser individualmente com a família e o gestor da escola. Isso sempre acontece e acontece esse ano também”, explicou.

As escolas particulares concentram 9,1 milhões de matrículas, que equivalem a pouco mais de 18% das 49,8 milhões de matrículas na educação básica, segundo o último Censo Escolar, de 2014, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Comissão de Educação do Senado deve votar novo piso salarial do magistério

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) reúne-se na terça-feira (20), às 11h, para votar, entre outros projetos, o PLS 114/2015, que aumenta o piso salarial dos professores da rede pública para R$ 2.743,65. A pauta completa da comissão pode ser vista aqui. Para ajudar a financiar o novo piso, o projeto também determina que 5% da arrecadação das loterias seja destinada a custear a complementação de salário dos professores.

Em 2015, de acordo com o Ministério da Educação, o vencimento inicial dos profissionais do magistério público da educação básica, com formação de nível médio modalidade normal, com jornada de 40 horas semanais, é de R$ 1.917,78.

O projeto é da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e recebeu voto favorável da relatora, senadora Ângela Portela (PT-RR). O projeto ainda deverá passar pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde irá tramitar em decisão terminativa. Caso seja aprovado, irá diretamente para a Câmara dos Deputados.

A CE também pode analisar o PLS 138/2012, que institui o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos que tenham sido expedidos por universidades estrangeiras. O objetivo é aferir se existe equivalência na formação dos profissionais formados no exterior e no Brasil.

Outros projetos na pauta da comissão são o PLS 488/2015, que valoriza o desporto escolar dentro da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB); o PLS 49/2014, que dispõe sobre a gratuidade de ingresso em museus; e o PLS 417/2013, que institui o Dia Nacional de Combate à Tortura.

GALERIA

A CE também irá inaugurar três novos retratos na galeria de ex-presidentes da comissão. Serão incluídos na galeria os retratos do senador Roberto Requião (PMDB-PR), presidente entre 2011 e 2013, e dos ex-senadores Cyro Miranda (PSDB-GO, 2013-2015) e Fátima Cleide (PT-RO, 2009-2011).

Com apoio de Humberto Costa, Ibirajuba avança a caminho da inclusão digital

asasasa

Senador lembrou esforços dos governos Lula e Dilma em melhorar a educação do Brasil (Foto: Divulgação)

O município de Ibirajuba, no Agreste de Pernambuco, tem 7.500 habitantes, uma economia basicamente voltada para a agricultura e está na linha de baixo do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do Estado, com 0,58. Até hoje, apenas uma empresa de telefonia móvel atende a sua população e são raras as casas que possuem internet banda larga. Mas agora, por meio de projeto do governo federal, que contou com emenda parlamentar do líder do PT no Senado, Humberto Costa, a cidade começou a vivenciar a experiência da inclusão digital na educação. E ela teve início com os professores.

Um total de 360 tablets será distribuído para docentes das 17 escolas municipais de Ibirajuba. Com os equipamentos, os professores terão acesso a conteúdos e recursos multimídia e digitais oferecidos pelo Portal do Professor, pela TV Escola e DVD Escola. A medida faz parte de um projeto do governo Dilma para promover o uso da tecnologia como ferramenta de enriquecimento pedagógico no ensino público fundamental e médio, o ProInfo.

“Os mestres de Ibirajuba terão um equipamento que vai se tornar importante na atividade de ensino. Os tablets vão ajudar os docentes a se atualizar e conhecer o que há de mais moderno na área. A educação é, sem dúvida, uma das atividades mais nobres que nós temos na sociedade. Nenhum país consegue crescer, se desenvolver, diminuir as desigualdades, construir uma geração saudável, sem investimento em educação”, afirmou o senador.

Também presente ao evento, o prefeito do município, Sandro Arandas (PSB), fez questão de destacar o papel da educação no desenvolvimento do município e elogiou o apoio de Humberto. “Agradeço a dedicação e o carinho que o senador tem tido com o povo de Ibirajuba”, disse o prefeito.

O líder do PT no Senado lembrou, ainda, os esforços dos governos Lula e Dilma em melhorar a educação do país. “Nós tivemos um aumento em mais de cinco vezes no orçamento do Ministério da Educação. Se levarmos em consideração a questão das escolas técnicas, por exemplo, hoje temos o dobro de instituições que tínhamos em 500 anos de história do Brasil”, explicou o senador.

No Dia do Professor, Paulo lança pacote de ações para a educação

No data em que se comemora o Dia do Professor, o governador Paulo Câmara lançará um pacote de ações voltadas para a melhoria da Educação no Estado. Na solenidade, que acontece no Palácio do Campo das Princesas, nesta quinta-feira (15), às 10h30, o chefe do Executivo estadual autorizará a construção de 13 escolas na Mata Sul pernambucana. Na ocasião, Paulo também oficializará parcerias com instituições para realização de um estudo sobre o ensino integral e para implantação do portal Escola Conectada.
 
Com investimento global de R$ 33,8 milhões, as unidades educacionais (estaduais e municipais) serão construídas em nove municípios: Barreiros (2), Palmares (2), São Benedito do Sul (2), Água Preta (2), Catende, Vicência, Maraial, Pombos e Escada. Além dessas, outras 16 escolas na região tiveram suas obras iniciadas neste ano.  
 
O ato desta quinta também será marcado pelo anúncio de uma parceria do Estado com três institutos – Natura, Sonho Grande e Co-responsabilidade pela Educação -, para desenvolver um estudo sobre os custos e o desempenho das escolas em tempo integral do ensino médio na rede estadual. Com duração prevista de seis meses, o estudo vai apontar, por exemplo, o custo por estudante nessas unidades.
 
Por fim, o governador lançará o Portal Escola Conectada. Desenvolvido em parceria com os institutos Natura, Telefônica e Inspirare, a plataforma digital vai oportunizar a produção e publicação dos materiais produzidos pelos professores da rede estadual de ensino no site da Secretaria de Educação (www.educacao.pe.gov.br) e no endereço da iniciativa (escolaconectada.educacao.pe.gov.br), que estará funcionando a partir desta quinta.  

 

 

 

XV Feira de Educação de Trânsito tem início neste terça

Atualmente a frota de Pernambuco conta com cerca de 2 milhões e 702 mil, desses mais de 1,25 milhões está na Região Metropolitana do Recife – RMR, com o objetivo de chamar à atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos em acidentes de transito, principalmente com motos e conscientizar a população, principalmente as crianças, a terem um comportamento mais seguro no trânsito. A Secretaria das Cidades – Secid, por meio do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE, realiza nesta terça (22) e quarta (23), das 9h às 16, na Praça do Carmo, no município de Olinda, a XV Feira de Educação de Trânsito, em parceria com a Prefeitura de Olinda.

O evento faz parte das comemorações da Semana Nacional de Trânsito – SNT, que começou na sexta-feira (18) e vai até o dia 25, e contará com a participação de 40 expositores que irão disponibilizar jogos interativos, exposição de produtos e serviços na área de trânsito, apresentações culturais, além de simuladores de condução de carros e pilotagem de motos.

Segundo o Diretor Presidente do DETRAN-PE, Charles Ribeiro, fazem parte do rol de expositores da Feira, a Polícia Rodoviária Federal, o Grande Recife Consórcio de Transportes, o Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTRAN), o Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE), escolas públicas e privadas, órgãos como a Compesa, e Corpo de Bombeiros, Universidade de Pernambuco (UPE), sistema Sest/Senat, Sindicato dos Corretores de Pernambuco (SINCOR/PE), centros de formação de condutores, além de empresas do setor privado.

Atrações da Feira – A Polícia Rodoviária Federal (PRF) trará para o evento o cinema rodoviário, um ônibus adaptado para exibição de filmes sobre a temática da SNT. Também haverá distribuição de talões mini-multas para as crianças entenderem o trabalho do fiscal de trânsito. Já a Secretaria de Transporte e Trânsito de Olinda oferecerá diferentes oficinas de xadrez, contação de histórias, jogos de trânsito e pintura, relacionadas à responsabilidade no trânsito.

Destaque também para o stand da Associação de Concessionárias Honda, onde estará presente um simulador de pilotagem e condução de automóveis.  Haverá espaço ainda para diversos jogos interativos, exposição de produtos e serviços inovadores da área de trânsito, apresentações culturais, entre outros. O projeto Minicidade móvel também estará disponível durante o evento, com o objetivo de familiarizar as crianças com o comportamento adequado no trânsito.

Paralelamente, a programação da SNT 2015, que segue até o dia 25, terá blitz educativas e ações pedagógicas em postos de gasolina.

Universalização da pré-escola deve ocorrer até 2016; 18% estão fora

No ano que vem, a educação infantil, para crianças de 4 e 5 anos, vai ser obrigatória no Brasil (Foto: ABr)

Da Agência Brasil

No ano que vem, a educação infantil, para crianças de 4 e 5 anos, será obrigatória no Brasil e o país deverá ofertar vagas a todos os que têm essa idade e estão fora da escola. Para cumprir a meta de universalização da pré-escola, que está no Plano Nacional de Educação (PNE), o país tem de incluir 18,6% das crianças nessa faixa etária, conforme dados disponíveis no portal Planejando a Próxima Década, do Ministério da Educação (MEC).

“Os números mostram evolução e, mesmo assim, preocupam”, diz a coordenadora-geral do movimento Todos pela Educação, Alejandra Meraz Velasco. De acordo com o movimento, em números absolutos, é preciso ainda incluir aproximadamente 790 mil crianças dessa faixa etária na pré-escola – responsabilidade que cabe aos municípios, com apoio dos estados e da União, e às famílias, que têm de matricular as crianças.

Segundo Alejandra, para além de simplesmente incluir, é preciso ofertar educação de qualidade às crianças. “É recente a passagem da primeira infância para a educação, em alguns locais ainda se mantém a ideia de que o ensino infantil é simplesmente um local onde as crianças ficam. Nesse momento de expansão, é importante reforçar a proposta pedagógica da etapa.”

O QUE ENSINAR

“É preciso que a criança na pré-escola tenha um ambiente acolhedor, que possibilite a leitura em rodas de conversa, onde possa recontar uma história que o educador está contando para ela, onde possa interagir”, afirma o gerente de programas da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Eduardo Marino.

Para Marino, a rotina da criança deve incluir jogos focalizados, leituras, brincadeiras. Não é como as demais etapas com disciplinas e com estudantes sentados em fileiras. Também é importante que se tenha um educador como referência, e não vários professores. “É importante que a criança tenha contato com música, ritmo, que se prepare bem na fase da pré-alfabetização, na iniciação de raciocínio lógico e matemático.”

A professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) Zilma de Moraes Ramos de Oliveira destaca a importância do contato com outras crianças e também com outros ambientes e materiais, respeitando o cuidado com a segurança.

“Uma criança em casa pode brincar de faz de conta, mas quanto está em um ambiente que propicia isso, pode brincar de faz de conta de coisas novas. As outras crianças podem acenar com possibilidades”, diz. Ela acrescenta que o contato com a diversidade também é importante nessa fase. “A criança vê que o outro não pensa como ela, tem costumes diferentes e passa a ter uma maior abertura”, diz.

Quanto ao papel do professor, Zilma diz que o educador deve aprender a interagir com a criança e escutar o que ela está falando. “Pode às vezes parecer engraçado e parecer que está falando de coisas diferentes, mas quando se estuda e se para para pensar, faz todo sentido o que a criança está falando. Frases que pareciam confusas ou engraçadas merecem ser observadas. E, quando se trata de bebês, é nas minúcias que estão as pistas do que está acontecendo com eles.”

NOS MUNICÍPIOS

“Está sendo feito um grande esforço para aumentar a oferta de vagas”, afirma o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Alessio Costa Lima. “Por mais que em 2016 não venhamos a atingir 100% de inclusão, sabemos que possivelmente não atingiremos, mas o percentual de crianças não atendidas será pequeno”, acrescenta.

Ele diz ainda que a atual situação econômica do país impossibilita os municípios de aumentar os investimentos em educação. “As redes não estavam preparadas para atender à demanda existente.

O Ministério da Educação (MEC) informa que presta ajuda suplementar, por meio de repasses do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Quanto ao que é ensinado, a Base Nacional Comum Curricular incluirá os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento da educação infantil. A proposta preliminar da base será publicada em 15 de setembro. O MEC diz que irá se reunir também com as Undimes estaduais para organização do debate com as redes municipais e apoio ao calendário que vem sendo construído com os estados.

Semana da Educação Infantil

Desde abril de 2012, a semana do dia 25 de agosto passou a ser considerada a Semana Nacional da Educação Infantil e o dia 25, o Dia da Educação Infantil. As datas foram instituídas por lei sancionada pela presidenta Dilma Rousseff em homenagem ao aniversário da médica Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança. Zilda Arns foi uma das vítimas do terremoto que devastou o Haiti, em janeiro de 2010.

/**/

Secretaria de Educação realiza aulão para alunos do 9° ano

A Secretaria de Educação realizará o Primeiro Aulão de Língua Portuguesa e de Matemática direcionado aos estudantes dos 9°anos da rede municipal de ensino.

O objetivo é proporcionar aos discentes uma base sólida nessas áreas de conhecimento para que os mesmos consigam apresentar bom desempenho nos conteúdos atuais e obter boas notas.

Duas escolas oferecerão o aulão, que será na próxima sexta-feira, 29, das 13h30 às 17h. São elas: a Escola Municipal Professora Josélia Florêncio, que fica localizada no bairro São João da Escócia, e no Luiz Pessoa, que fica no Santa Rosa.

O aluno que quiser participar do encontro deve comparecer à unidade de ensino mais próxima de sua casa.

Paulo Câmara recebe os 16 novos coordenadores das Gerências Regionais de Educação

unnamed (17)
O governador Paulo Câmara recebeu, em seu gabinete, nesta terça-feira (25), os 16 gestores regionais de Educação, nomeados na última quarta-feira (19). No encontro, além de expor as prioridades para o segmento, o chefe do Executivo pediu empenho aos profissionais. Dos 16 nomeados, seis assumem o cargo pela primeira vez.
 
“Aos que foram reconduzidos, que o trabalho continue. Aos que estão conosco pela primeira vez, peço a confiança para mostrar que nós podemos avançar ainda mais. A gestão da educação pernambucana transformou a vida dos alunos e dos profissionais. Essa é a nossa forma de fazer e nós só temos o que avançar. Eu, como auxiliar de Eduardo Campos, vi esse trabalho transformador começar e tenho a honra de poder continuá-lo”, afirmou Paulo Câmara.
 
A seleção simplificada, realizada de acordo com o Decreto Estadual N° 41.896, contou com 100 inscritos. Para participar do processo, foi preciso ser portador de Licenciatura plena em qualquer área, ou Bacharelado em Pedagogia; ter exercido um cargo de gestão ou coordenação nos últimos cinco anos, além de ter uma experiência de três anos no Sistema Estadual de Educação.
 
Também presente ao encontro, o secretário de Educação, Fred Amâncio, explicou que os currículos dos candidatos também foram avaliados. “Essa é mais uma etapa importante do trabalho realizado pela Secretaria de Educação. A escolha dos gestores faz parte da dinâmica da gestão. Hoje, na presença do governador, estamos assumindo mais um compromisso com o segmento”, pontuou o auxiliar, lembrando que os gestores assumem em 1° de setembro.
 
As Gerências Regionais de Educação (GREs) presentes no encontro foram as seguintes: Recife Norte, Recife Sul, Metropolitana Norte, Metropolitana Sul, Mata Norte, Mata Sul, Mata Centro, Vale do Capibaribe, Agreste Centro Norte, Agreste Meridional, Sertão do Moxotó – Ipanema, Sertão Central, Sertão do Araripe, Sertão do Alto Pajeú, Sertão do Submédio do São Francisco, Sertão do Médio São Francisco.
 
Confira abaixo a lista dos novos gerentes:
 
1.    Glaydson Alves da Silva – GRE Metropolitana Norte (Novo)
2.    Neuza Maria Pondes de Mendonça – GRE Recife Norte (Novo)
3.    Maria Itamar Gomes Ramos – GRE Sertão do Arararipe (Novo)
4.    Adelma Elias da Silva – GRE Agreste Meridional (Novo)
5.    Edvania Arcanjo do Nascimento Barros – GRE Mata Norte (Novo)
6.    Reginaldo Rodrigues de Amorim – GRE Sertão do Moxotó (Novo)
7.    Marta Maria de Lira – GRE Recife Sul
8.    José Amaro Barbosa da Silva – GRE Metropolitana Sul
9.    Ana Maria Xavier de Melo Santos – GRE Mata Centro
10. Sandra Valéria Cavalcanti – GRE Mata Sul
11. Edjane Ribeiro dos Santos – GRE Vale do Capibaribe
12. Bettjane Waléria Silva – GRE Agreste Centro Norte
13. Waldemar Alves da Silva Júnior – GRE Sertão Central
14. Cecília Maria Peçanha Esteves Patriota – GRE Sertão do Alto Pajeú
15. Maria Dilma Novaes Goiana – GRE Sertão do Submédio São Francisco
16. Anete Ferraz de Lima Freire – GRE Sertão do Médio São Francisco

Secretaria de Educação de Caruaru capacita monitores do Mais Educação

A Secretaria de Educação promoverá, nesta terça-feira, 24, a formação O lúdico em foco, que tem como objetivo capacitar os monitores de reforço lotados no Programa Mais Educação.

O foco do curso é instrumentalizar metodologicamente a ampliação das oportunidades de aprendizado aos estudantes do Programa Mais Educação das escolas municipais, por meio de atividades que contemplam todas as áreas do conhecimento, passando pelas Ciências Humanas, Saúde, Etnoliguagem, Leitura e Produção Textual e Matemática.

A formação será realizada na Escola Municipal Professor Machadinho, das 7h30 às 12h.

Lula pede mobilização social pela educação

asasassa

Ex-presidente acena para público ao lado do ministro da Educação, Renato Janine (Foto: Ricardo Stuckert)

Em um discurso de quase uma hora no ato “Todo o PT pela Educação”, o ex-presidente Lula cobrou que a sociedade brasileira se mobilize integralmente em favor da educação e do futuro do país. O evento, realizado na noite de ontem, em Brasília, contou com a participação do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), governadores, prefeitos, ministros e outros parlamentares.

“O Brasil depende de mais educação para dar mais igualdade para os nossos jovens. Transformar o Brasil numa nação maior, melhor e mais justa é a nossa tarefa”, declarou o ex-presidente.

Para Humberto, o discurso acalorado de Lula, recheado de dados importantes sobre o que foi feito no setor nos últimos anos e os próximos passos com base nas metas e compromissos do PNE (Plano Nacional de Educação), serve como um norte para um avanço ainda maior dos brasileiros.

“Esse encontro em Brasília não foi somente mais um encontro do PT, mas sim um encontro de compromisso nosso com a educação. O partido tem uma responsabilidade histórica de mudar nossa sociedade”, afirmou o senador. Para ele, é preciso mostrar que o Brasil não nasceu para ser atrasado. “Atrasada é a elite deste país, que durante cinco séculos sonegou o direito à educação para a maioria do nosso povo”, disse.

Para o ex-presidente, a educação é a única forma que pode garantir a igualdade entre pobres e ricos, homens e mulheres, negros e brancos. De acordo com ele, nenhum país do mundo tornou-se melhor sem educação de qualidade. “E o Brasil não pode ficar atrás nessa corrida”, afirmou.

O líder do PT no Senado ressaltou que o PSDB teve a chance de ampliar a destinação de recursos para a educação e iniciar esse processo de reformulação do país ainda nos anos 90. “Mas os tucanos não o fizeram. Quando governavam, o Congresso aprovou 7% do PIB para a educação e o então presidente Fernando Henrique vetou. Nos nossos governos, nós aprovamos não 7%, mas 10% do PIB para a educação”, disparou.

O índice consta de uma das metas do PNE que foi enviado por Lula ao Congresso Nacional e sancionado por Dilma sem nenhum veto. “O PT entende de educação. As elites atrasadas deste país têm preconceito e não gostam de ver os pobres ocupando espaços onde só os ricos frequentavam”, avaliou Humberto. O PNE tem 20 metas planejadas para a próxima década e mais de 200 estratégias a serem adotadas pelo Estado brasileiro.