Pesquisa mostra que carreiras militares estão em alta no Brasil

As carreiras militares estão em alta no Brasil e a procura por concursos públicos nesta área tem crescido de forma significativa, impulsionado também pelo resultado das eleições presidenciais, elegendo o Capitão do Exército, Jair Messias Bolsonaro, como Presidente do Brasil.

Segundo mapeamento do Gran Cursos Online, portal especializado em capacitação para concursos públicos, as carreiras militares mais procuradas para este ano de 2019 estão ligadas à Polícia Militar do Estado de Roraima, Polícia Militar do Estado de Santa Catarina, Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul e Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Minas Gerais, com dezenas de cargos abertos.

Não é de hoje que as carreiras militares são desejadas entre os brasileiros, afinal, os cargos públicos diretamente ligados à segurança do Estado recebem os maiores salários do País, podendo chegar ao valor de R$ 13.471,00, entre os cargos mais elevados da patente.

Sobre o Gran Cursos Online

Com tradição de 30 anos no mercado educacional e mais de 650 mil aprovados em concursos públicos, o Gran Cursos Online oferece comodidade, economia e ganho de tempo aos concurseiros que não podem frequentar aulas presenciais e/ou não têm acesso a escolas preparatórias nas localidades onde residem. A equipe pedagógica possui décadas de experiência em concursos e é formada por professores renomados, que trabalham nos principais órgãos públicos, autarquias, empresas estatais e instituições públicas do Brasil. A proposta da empresa é oferecer educação transformadora e de qualidade ao maior número de alunos do Brasil, formando profissionais qualificados para servir à sociedade.

Procon fiscaliza cobranças abusivas nas barracas de Boa Viagem

As barracas da praia de Boa Viagem receberam hoje uma ação de fiscalização do Procon Recife. As equipes buscam verificar a cobrança de taxa de consumação mínima ou a cobrança adicional pelas mesas e cadeiras quando o estabelecimento comercializa alimentos e bebidas.

Segundo a Prefeitura do Recife, a cobrança pelas mesas e cadeiras só pode ser realizada caso a barraca preste o serviço de aluguel. Se a barraca apenas vende alimentos e bebidas, não poderá cobrar nenhum valor pela utilização das mesas e cadeiras dos clientes que estejam consumindo. A ação é primeiramente educativa, mas irá notificar comerciantes que reincidirem nas proibições.

Diario de Pernambuco

/**/

Prefeito Joaquim Neto recebe homenagem de ONG Internacional pelo estímulo aos artistas gravataenses

Os esforços do Prefeito Joaquim Neto em promover e dar oportunidade aos artistas gravataenses tem surtido efeito positivo e ganhado destaque internacional. Nesta quarta-feira (16), o gestor recebeu homenagem da Mantena Global Care, uma das organizações comunitárias sem fins lucrativos mais importantes do mundo.

O prêmio foi entregue pela embaixadora do Brasil nos Estados Unidos, a gravataense Vilma Monteiro, que dedica sua vida a ajudar pessoas ao redor do mundo e espalhar a cultura pernambucana, da qual ela declara ter muito orgulho. Durante o segundo mandato do Prefeito foi realizada uma exposição cultural em solo americano, onde Joaquim Neto não mediu esforços para enviar artistas do Instituto Cultural Gravataense para representar o município.

Feliz com o reconhecimento, o prefeito afirma que a valorização e disseminação da cultura gravataense é motivo de orgulho para os conterrâneos e por isso faz questão de estimular.

“Nossa cidade é um celeiro de grandes artistas plásticos, músicos, poetas, nós temos uma grande variedade de arte que precisa ser vista por todos. Em todo evento faço questão de dar espaço para nossa gente mostrar seu talento e fico muito feliz quando vejo o quanto todos ganham com isso” falou.

O presidente da Câmara, Leonardo José, também recebeu votos de aplausos pelo serviço prestado.

Compesa identifica furto de água na Adutora de Afogados-Tabira

Após constatar uma queda significativa no volume de água na chegada em Tabira, no Sertão do Pajeú, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) iniciou uma intensa ação de fiscalização ao longo da Adutora de Afogados-Tabira, que abastece a cidade. Os planos da Compesa é percorrer toda adutora, que possui 20 quilômetros de extensão, de Tabira a Afogados da Ingazeira, e também vistoriar cerca de 300 imóveis (comerciais e residenciais) ao longo desse trajeto, às margens da PE-320, em busca de possíveis irregularidades e furtos de água na rede de abastecimento.

Na segunda semana de fiscalização, as equipes da Compesa já identificaram diversas irregularidades, sendo a de maior porte uma ligação clandestina encontrada no Sítio São Joaquim, uma chácara de lazer situada na área rural de Afogados, onde há piscinas, bicas e funciona um bar. As tubulações foram retiradas na entrada da propriedade e a companhia registrou um boletim de ocorrência, para que a polícia civil identifique os responsáveis pelo furto de água. Até agora, foram vistoriados 103 imóveis localizados na PE-320, mesmo trajeto da adutora, nos quais os técnicos da companhia localizaram quatro ligações clandestinas, um desvio de medição (Bypass), além de uma residência que estava irregularmente abastecendo a casa vizinha.

A Compesa calcula que a principal causa da redução de 10% na vazão de água tratada transportada para Tabira se deve aos furtos de água. “A prática dessas irregularidades acaba prejudicando toda a população. Como reduziu a quantidade de água que chega na cidade, fomos obrigados a aumentar o rodízio de abastecimento”, explica o coordenador da Compesa em Afogados da Ingazeira, Washington Jordão, acrescentando que a companhia atende 29 mil pessoas em Tabira. “Por isso, só vamos finalizar as ações de fiscalização quando recuperarmos esse volume que está sendo desviado”, informa o coordenador. Só a ligação clandestina encontrada no Sítio São Joaquim corresponde a um terço do volume de água furtado da Adutora Afogados-Tabira. Os proprietários do imóveis residenciais onde foram encontradas as outras quatros ligações clandestinas, assim como o desvio de medição, serão multados pela Compesa. Já o dono do imóvel que estava abastecendo o vizinho foi notificado pela companhia e, se persistir na irregularidade, passará a pagar pelo consumo de duas economias.

Deputado afirma ter sofrido atentado à bala durante velório

Pedro Augusto

Através de sua página oficial do Facebook, na noite da última terça-feira (15), o deputado federal Fernando Rodolfo (PR), alegou que foi vítima de um atentado, em Vertentes, no Agreste do Estado. Após participar de um programa em uma emissora de rádio local, onde teceu críticas ao prefeito Romero Leal (PSDB), o deputado compareceu a um velório de um correligionário no centro do município, quando houve disparos. Ninguém ficou ferido.

Confira na íntegra, o texto produzido por Fernando: “Amigos, Deus está sob o controle de tudo. Ontem após desafiar um prefeito fim de carreira numa entrevista de rádio a provar mentiras que ele vinha espalhando contra mim, fui a um velório na cidade onde ele ‘governa’ e curiosamente bandidos invadiram o cortejo. Houve disparos de armas de fogo e muito tumulto. Quero agradecer à minha equipe de segurança e a Deus por nada de mais grave ter acontecido. Aproveito a ocasião pra dizer que bala não me intimida. Vertentes, a hora que me chamarem eu vou!”, disse.

Até o fechamento desta matéria, o prefeito de Vertentes não havia se pronunciado sobre o episódio. Também há a suspeita de que os tiros teriam sido efetuados por criminosos devido a um tentativa de assalto no local. A polícia abriu inquérito para apurar o caso.

Porto Digital em Caruaru recebe minicursos de marketing e consultoria de imagem

Nos dias 18 e 25 de janeiro, o Armazém da Criatividade – unidade avançada do Porto Digital – recebe os minicursos “Consultoria de Imagem” (18) e “Instagram para Negócios” (25), ofertados pelo Marco Pernambucano da Moda. O objetivo é fortalecer a identidade da moda local através da difusão de técnicas e ferramentas de gestão, inovação, design e empreendedorismo. Os cursos têm duração de 8h e as inscrições são realizadas em bit.ly/AC_mpm .

Dicas de como construir a imagem de clientes para televisão, cinema e publicidade são alguns dos pontos que serão abordados na capacitação “Consultoria de Imagem”, facilitada por Álamo Bandeira, produtor de moda e doutorando em Design pela UFPE. O curso também será útil para lojistas interessados em produzir seus próprios materiais ao abordar a forma de escolha das proporções corretas para os variados corpos dos clientes.

O minicurso “Instagram para Negócios”, por sua vez, buscará ajudar os empreendedores na gestão da rede social que mais cresce no mundo, o Instagram. A capacitação será facilitada pela professora, publicitária e consultora Agnes Pires e irá mostrar dicas de como melhorar a apresentação no meio online e aumentar a possibilidade de novos negócios.

Fim de semana com várias atrações no Caruaru Shopping

O Caruaru Shopping, fazendo jus ao mês de férias da criançada, estará realizando várias atrações neste fim de semana. No sábado (19) terão Oficinas de Cartas Pokemon e Yu-Gi-OH. Já no domingo, dia 20, haverá o Campeonato Regional WCQ Sofu Pernambuco, bem como Oficinas de Pipa. Tudo gratuitamente!

O Campeonato Regional WCQ Sofu Pernambuco será realizado no Pavilhão de Eventos do centro de compras e convivência. As inscrições poderão ser feitas antecipadamente, na The Dragon Shop, ou no local do evento, das 8h às 9h30. O torneio acontecerá das 10h às 18h.
O jogo de card games (yu-gi-oh) será em formato Suíço Avançado e o número de rodadas dependerá da quantidade de duelistas participantes.

As Oficinas de Cartas Pokemon e Yu-Gi-OH também serão realizadas no Pavilhão de Eventos, das 13h às 18h. Na ocasião, as crianças vão aprender com os instrutores todas as regras e dicas do jogo Pokemon e Yu Gi Oh.

“Não será necessária inscrição. A entrada é gratuita”, explicou Walace Carvalho, gerente de Marketing do Caruaru Shopping. “Terão cartas disponíveis para venda, e quem for participar das oficinas também poderá trazer o seu próprio material”, completou.
Já as Oficinas de Pipas acontecerão próximas à Praça de Alimentação Gourmet, das 14h às 21h. “Nas oficinas, as crianças usarão de toda a sua criatividade, com a ajuda de uma instrutora, para confeccionar e ornamentar as suas próprias pipas”, afirmou Walace. As inscrições custam R$50,00 e podem ser feitas na hora.

O centro de compras e convivência está localizado na Avenida Adjar da Silva Casé, 800, Indianópolis.

Norte e Nordeste são prejudicados com vagas abertas do Mais Médicos

Dois meses após Cuba romper o contrato com o Mais Médicos, o Ministério da Saúde ainda não conseguiu recompor o quadro de profissionais do programa. Após duas seleções, 1.462 mil postos de trabalho continuam vagos. As vacâncias representam 17% das 8.517 postos existentes. O cronograma do governo é terminar este processo em 15 dias. Se até o fim do mês houver vagas não preenchidas, serão chamados estrangeiros formados no exterior, sem exigência da execução do Revalida — o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos.

Uma das preocupações com a dificuldade em recrutar médicos, é que 85% das vagas ociosas estão em áreas do Norte e do Nordeste. Até hoje, 842 postos de trabalho sequer receberam inscrições. A situação mais delicada é em áreas indígenas de 10 estados, sendo o Amazonas e o Pará os mais prejudicados.

A seleção para a recomposição do quadro do Mais Médicos foi anunciada em novembro do ano passado, com o intuito de recrutar profissionais brasileiros, com registro no país, para ocupar 8.517 vagas do programa. Dessas, 5.968 foram preenchidas. As 2.549 vagas restantes foram oferecidas a médicos com diploma brasileiro, na segunda etapa de seleção, que terminou na semana passada.

O mais recente balanço do Ministério da Saúde mostra que 1.087 médicos com registro no Brasil se apresentarem nas localidades escolhidas após inscrição na 2ª chamada do programa. “A próxima chamada acontece nos dias 23 e 24 de janeiro, quando os brasileiros graduados no exterior terão chance de selecionarem os municípios de alocação pelo site do programa. Já nos dias 30 e 31 de janeiro, os médicos estrangeiros terão acesso ao sistema para optarem pelas localidades com vagas em aberto”, adiantou a pasta, em nota.

No Amazonas, por exemplo, levantamento do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde, mostra que 95% das vagas ainda não foram ocupadas nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Foram oferecidas 92 vagas, e 87 médicos aderiram. Contudo, apenas quatro se apresentaram para trabalhar. Em todo o estado, 58% dos médicos inscritos não foram aos postos de trabalho — 131 ainda não se apresentaram e três desistiram.

Sérgio de Amorim Figueiredo, secretário de Saúde de Belém, explicou os impactos das vacâncias. “Na capital paraense, por exemplo, não tivemos impactos, porque somente três médicos atuavam. Mas, em alguns municípios, ele representavam quase a totalidade do serviço prestado à população. Sem eles, a situação fica muito delicada”, ponderou.

A seleção foi feita para substituir médicos cubanos, após a ilha caribenha romper o convênio com o governo brasileiro, em 14 de novembro. Cuba explicou que o rompimento foi decidido depois das críticas e exigências de mudanças feitas pelo então presidente eleito, Jair Bolsonaro. Entre as condições estava a de que os médicos passassem pelo exame de reconhecimento de diplomas estrangeiros e o pagamento integral da bolsa de R$ 11 mil ao profissional — pelo acordo, o governo cubano ficava com 70% do provimento.

FHC vê impacto negativo na imagem do Brasil com início de governo Bolsonaro

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que a percepção do mundo em relação ao Brasil foi afetada negativamente após a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência. Em entrevista à Radio France Internationale (RFI), FHC disse também ser oposição ao novo governo, mas que torce para a atual gestão “não erre” pelo bem do Brasil.

Segundo o tucano, que participou de um evento em Paris, “o governo começou complicado”, com ações recentes nos primeiros dias do governo Bolsonaro que são “difíceis de imaginar que o mundo aceite com aplausos”.

“A percepção do resto do mundo e particularmente na França é negativa”, comentou, citando como exemplos a recusa em participar do pacto de imigração da ONU e a intenção de deixar a convenção sobre o Clima. Na segunda, o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, disse que o presidente concordou em manter o Brasil no Acordo de Paris.

FHC afirmou ainda que seria oposição “de qualquer maneira” porque não votou em Bolsonaro e que vê no governo elementos de extrema-direita. Por outro lado, não declarou voto em Fernando Haddad porque nunca esteve de acordo com as posições do PT.

Agência Estado

Juiz nega liminar e mantém Salles como ministro do Meio Ambiente

O juiz da 10ª Vara Cível Federal de São Paulo, Thiago Bittencourt de David, negou liminarmente a suspensão da nomeação do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no âmbito de ação popular. Em seu pedido para barrar a nomeação, o advogado Ricardo Nacle lembrou à justiça de que o novo chefe da pasta no governo Jair Bolsonaro é condenado em primeira instância por improbidade administrativa.

Em sua decisão, o magistrado ressaltou que a Lei da Ficha Limpa “exige o trânsito em julgado ou, pelo menos, a condenação por órgão judiciário colegiado, o que inocorreu” no caso de Salles.

“Longe de impor-se a previsão de regras legais sobre um princípio constitucional, mas sim prestigiando-se a legalidade, a segurança jurídica, a separação dos Poderes e a própria opção política realizada pelos representantes do povo brasileiro”, anotou.

O magistrado ainda afirma que “gostando ou não da escolha, parece que ainda foi feita dentro do espaço de discricionariedade política próprio do cargo de Presidente da República, não se revelando justificável, pelo menos em princípio, a intervenção judicial”.

Salles foi condenado em 18 de dezembro por improbidade administrativa pelo juiz Fausto José Martins Seabra, da 3.ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo. Cabe recurso.

O Ministério Público de São Paulo acusou Salles de ter favorecido empresas de mineração em 2016, ao supostamente acolher mudanças nos mapas de zoneamento do Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Tietê. Na época, Salles era secretário estadual do Meio Ambiente de São Paulo, durante a gestão do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB).

O juiz Fausto Seabra determinou a suspensão dos direitos políticos de Salles por três anos, pagamento de multa e proibição de contratar com o Poder Público. A ação foi movida pelos promotores Silvio Marques, Leandro Lemes, Thomás Yabiku e Jaime do Nascimento Júnior, que atuam na Promotoria de Defesa do Patrimônio, braço do Ministério Público de São Paulo.

Na ação popular, o advogado Ricardo Nacle afirma que “os fatos narrados e comprovados pelo Ministério Público contra o corréu Ricardo Sales revestem-se de profunda gravidade e bastam para comprometer a moralidade exigida para o Ministério do Meio Ambiente”.

Agência Estado