Caruaru terá mais de 40.000 alunos na rede municipal, em 2017

foto 1 (4)

Na primeira reunião de transição do Governo Municipal, desta semana, a secretária, Graça Rosal, apresentou os números da educação de Caruaru e alertou a equipe de Raquel Lyra sobre o aumento da procura de vagas escolares em 2017: “Temos hoje 38.696 alunos matriculados, mas esse número certamente passará dos 40 mil no próximo ano. A partir de 1º de janeiro já haverá muito trabalho na secretaria, com a fase inicial do ano letivo”, informou a secretária.

Hoje Caruaru tem 136 unidades de ensino, incluindo os 15 CMEIs – Centros Municipais de Educação Infantil. Mais seis CMEIs estão em construção. A rede conta com 1.444 professores efetivos e mais 2.456 profissionais contratados nas mais diversas funções, o que ultrapassa o quantitativo de 3.800 funcionários.

Além das equipes técnicas, participaram da apresentação  o Secretário Rui Lira, coordenador da transição pelo Governo José Queiroz e Rubens Júnior, representante da coordenação da equipe de Raquel Lyra.

Os participantes do encontro tomaram conhecimento dos números grandiosos da educação, como os oito milhões de refeições fornecidas por ano na merenda escolar, e do trabalho com cerca de 600 alunos portadores de necessidades especiais, que exige uma equipe multidisciplinar, com profissionais especializados.

Os trabalhos da transição continuam durante toda semana. Na quarta-feira (30), às 9h, também no prédio da Superintendência da Caixa Econômica, será a vez da secretaria de serviços públicos apresentar o trabalho que vem sendo desenvolvido.

Fafica realiza SETEP para alunos do curso de Letras e comunidade em geral

A Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Caruaru, Fafica, vai realizar a partir do mês de março os SETEP, Seminários Teórico-práticos, que têm como objetivo fazer com que os alunos possam participar de temáticas específicas do curso para que percebam a importância de unir teoria e prática em suas atividades acadêmicas. A intenção é que o evento aconteça mensalmente com temas relacionados à Linguística e à Literatura.

A ideia dos SETEP partiu dos alunos Manuel Álvaro e Ronilson Rodrigues, ambos do 7º Período de Letras. Na primeira edição, que vai acontecer no dia 11 de março, Manuel Álvaro vai apresentar o tema “A esquizofrenia de FARACO e o preconceito de BAGNO: um olhar crítico sobre questões da Linguagem” e Ronilson Rodrigues vai abordar “A Construção do Humano pela Arte: uma introdução à Literatura Contemporânea”.

O público-alvo são os alunos do curso de Letras, mas pessoas interessadas no assunto também podem participar. Para os alunos, os seminários servirão como atividade complementar; para a comunidade, serão oferecidas declarações de participação nos eventos.

O coordenador do curso, professor Fábio Brainer, explica como serão escolhidos os temas dos seminários: “as apresentações acontecerão através da análise de propostas lançadas por alunos do curso de Letras em parceria com os representantes do colegiado do curso que é formado por mim, como presidente; os professores Jessica Lucilla Monteiro da Silva e Jonatha Abdias de Souza Silva; os alunos Manuel Álvaro e Ronilson Rodrigues; e coordenador acadêmico da Instituição, Wilson Rufino.

A primeira edição dos SETEP será no dia 11 de março, às 19h, no auditório da Fafica. Cada apresentação terá duração de 25 minutos.

Alunos de música de Agrestina retomam as atividades

Os jovens que residem em Agrestina e têm alguma habilidade musical ou até mesmo a intenção de aprender essa arte, já podem se inscrever para a turma 2016 da Banda Municipal Sinfônica Pulquério José de Souza.

Os interessados devem ir até o Centro Cultural, no horário das aulas, e realizar um teste de aptidão com o professor Geneilson Olímpio. O músico ensina os primeiros acordes e aprimora os talentos às segundas (das 19h ás 21h), quartas (das 8h às 10h e das 19h às 21h) e quintas-feiras (das 19 às 21h).

As aulas são gratuitas e realizadas através da Secretaria de Cultura, Turismo e Juventude.

Escolas não podem reter transferência de alunos inadimplentes

As escolas particulares não podem reter as guias de transferência do aluno inadimplente que pretende mudar de instituição de ensino, é o que orienta o diretor do Procon Caruaru, Adenildo Batista. “O Código de Defesa do Consumidor orienta também que elas não devem prender a documentação do aluno, nem exigir comprovante de quitação de débito da instituição de onde veio, coisa que algumas escolas de Caruaru têm solicitado”, destaca.

Se há débito do ano anterior referente ao aluno, à escola pode não aceitar renovar a matrícula, porém, a Lei Federal 9.870/99, parágrafo 2º, artigo 6°, diz: “os estabelecimentos de ensino fundamental, médio e superior deverão expedir, a qualquer tempo, os documentos de transferência de seus alunos, independentemente de sua adimplência ou da adoção de procedimentos legais de cobranças judiciais”.

Sobre os reajustes de matrículas e anuidades (mensalidade), é importante destacar que deve ocorrer em razão de gastos previstos para o aprimoramento do projeto didático-pedagógico e da elevação nos custeios com pessoal e manutenção física/estrutural. Mas a escola deve divulgar a sua proposta de contrato no período mínimo de 45 dias antes da data final da matrícula. Esta proposta deve conter informações como planilha de custos, valor da anuidade e o número de vagas por sala.

Pais e responsáveis, ao efetuarem a matrícula em escolas particulares, em todos os níveis, devem observar alguns pontos, como: o perfil da instituição de ensino, o seu projeto didático e o valor da mensalidade, para adequá-los ao orçamento familiar e evitar problemas que prejudiquem o aluno. 

“É recomendada a leitura detalhada do contrato desses serviços antes de assinar. Uma via fica em poder do responsável e a outra com a escola. Informações de como será efetuada a cobrança do débito, pagamento de parcelas, mensalidade, desistência ou trancamento de matrículas, atrasos de pagamento, multas, entre outras, devem constar do contrato”, acrescenta Adenildo. 

Os consumidores que se sentirem lesados podem procurar o atendimento do Procon Caruaru, que fica no Centro Administrativo da Prefeitura, na Avenida Rio Branco, n°315, Centro. De segunda a sexta-feira, das 8h às 13h.

Pernambuco tem destaques na Olimpíada Brasileira de Robótica

Estudantes da Rede Estadual de Ensino foram destaques na fase nacional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), que prova teórica nível 5, direcionada para o ensino médio. A prova foi realizada em agosto deste ano, onde os estudantes responderam uma prova escrita prepara da por uma comissão de professores da OBR. Essa modalidade é realizada em uma única fase e a prova é simultânea em todas as escolas participantes do país, com notas que vão de 0 a 100.

A Escola de Referência em ensino Médio (EREM) Eurico Pfisterer, localizada em Igarassu, inscreveu 18 estudantes, três conquistaram medalha de ouro e um ficou com a medalha de prata. Laís Virginia Inocêncio, 17 anos, concluiu o ensino médio este ano com chave de ouro. Ela foi uma das premiadas com a condecoração dourada na OBR. “Robótica me ensinou muitas coisas, mexe em muitas áreas e isso facilitou meu aprendizado em Matemática, Física e Química. No começo foi muito difícil, mas o dia a dia vai ensinando e estou muito feliz por ter conseguido esta medalha no meu ano de conclusão”, fala a estudante.

Os estudantes foram preparados pelo professor Ricardo Araújo, na etapa regional e as melhores notas foram submetidos à fase nacional. “Nosso objetivo é associar teoria e prática. Trabalhamos a parte mais difícil, que e a teórica e conseguimos um ótimo resultado, foi uma conquista para nossos estudantes e uma forma de reconhecimento para nós, professores”, declara Ricardo.

Na Escola Estadual José Leite Barros, localizada em Tacaímbo, o estudante José Valdeir dos Santos, 16 anos, foi premiado com Medalha de Mérito Nacional. Oriundo da zona rural do município, Valdeir sente orgulho em participar de atividade tão importante para seu futuro. “Me dediquei muito para conseguir esse reconhecimento e valeu a pena. Estou muito feliz e estou saindo preparado para criar e ajudar as pessoas através da robótica”, diz.

Professor de Química da Escola José Leite Barros, José Edilson se sente feliz em contribuir para o desenvolvimento dos estudantes. “Esse é caminho para a qualidade da educação, incentivar nossos estudantes, mostrar que eles são capazes e assim, com essa premiação também reconhecer o empenho do nosso aluno”, fala Edilson.

Outras escolas do Estado também conquistaram medalhas na competição. São elas: Escola Estadual João Cavalcanti Petribu; EREM Senador Paulo Pessoa Guerra; EREM Jornalista Jáder de Andrade; EREM João David de Souza; EREM Professora Benedita de Moraes Guerra; EREM Tereza Torres; Escola Técnica Estadual Antônio Dourado Cavalcanti. Ao todo, as 10 medalhas de ouro da OBR foram conquistadas por estudantes de Pernambuco.

Alunos da rede municipal receberam prêmio de concurso

Seis alunos da rede municipal de ensino de Caruaru, ganhadores do concurso de pintura e colagem que remetem ao tema “reciclagem”, receberam hoje (02), os prêmios do projeto que foi uma parceria entre as prefeituras de Caruaru e de Hof, na Alemanha. Concorreram 77 de trabalhos entre: esculturas, colagens e pinturas, com temas relacionados à reciclagem, reutilização e tratamento de lixo.

Participaram da entrega dos prêmios a secretária de Educação, Graça Rosal, o assistente técnico da Secretaria de Desenvolvimento, Renard Ferraz, o intercambista da empresa alemã AZV, Maxi Müller, a aluna do Grupo de Extensão Amigos do Meio Ambiente – Gama, Ingrid Saiala, as gestoras das escolas, os pais e alunos vencedores.

O concurso teve o objetivo de incentivar a discussão sobre a preservação do meio ambiente e ajudar na interação entre as crianças brasileiras e alemãs.

Os alunos receberam, em mãos, um valor de R$350,00 (trezentos e cinquenta reais) pela criatividade e originalidade dos seus trabalhos. “Fiz uma árvore com uns bonequinhos abraçados, para explicar que todas as pessoas devem abraçar essa causa. Foi interessante o trabalho nas escolas porque foi um meio educativo. Sempre temos teleaulas nas escolas sobre meio ambiente, com desfiles e distribuição de cartazes pela cidade. Valeu muito a pena tudo, o prêmio que ganhei vai servir para ajudar a minha família”, afirmou a aluna do 9º ano da Escola Municipal Álvaro Lins, Whillianny Steffany.

Além dos prêmios, os alunos terão seus trabalhos publicados no tradicional calendário da empresa alemã AZV.

Crianças de escola de São Caitano recebem a Cigana Contadora de Estórias

unnamed

Na manhã desta terça-feira (20), as crianças do pré-escolar da Escola Municipal Manoel Clementino Neto, localizada na Posse, zona rural de São Caitano, receberam a visita da jornalista e escritora Gabriela Kopinits, a Cigana Contadora de Estórias. A visita faz parte do projeto de incentivo à leitura que a jornalista desenvolve há 15 anos. “Sempre quis vir a essa escola, é uma comunidade carente, e achei que seria bacana vir contar estórias aqui. A receptividade não poderia ter sido melhor: foi maravilhosa”, disse a contadora de estórias, autora do livro de estórias infantis “Era uma vez… estórias de uma contadora de estórias”, ilustrado por Rivaldo Barboza e publicado pela Cepe Editora.

A Escola Municipal Manoel Clementino Neto foi inaugurada há cinco anos, tem apenas uma sala de aula, onde crianças de 5 e 6 anos têm aulas em dois turnos, manhã e tarde. A professora Maria José Lima e a merendeira Jucineide Silva cuidam do espaço onde estudam cerca de 40 crianças. “Eu trabalho aqui faz tempo e nunca tinha visto isso, nunca ninguém tinha vindo contar estórias para eles”, comentou a merendeira. Para a professora, também foi uma manhã bem diferente. “As crianças gostaram muito, é raro eles terem esse tipo de contato com contadores de estórias, foi muito bom”, avaliou Maria José.

Na despedida, Gabriela recebeu um abraço coletivo da garotada, que a fez prometer voltar outro dia. “Para o contador de estórias, não existe melhor recompensa que essa. Tenho certeza de que as estórias que contei e os livros que mostrei vão permanecer com eles por um bom tempo”, concluiu Gabriela.

Quem quiser conhecer mais do trabalho da escritora e contadora de estórias é só visitar o blog dela – ciganagabriela.blogspot.com – ou visitá-la nas redes sociais, tanto como Gabriela Kopinits, como a Cigana Contadora de Estórias. Em Caruaru, o livro dela – “Era uma vez… estórias de uma contadora de estórias”- está à venda nas livrarias Cultura e Estudantil.

Alunos do Unifavip exibem produções audiovisuais

Quatro curtas-metragens produzidos por estudantes do Unifavip foram selecionados para competir na segunda edição do Festival de Cinema de Caruaru, evento que acontece entre 1 e 6 de novembro na Capital do Agreste. Na ocasião, os os curtas “Ella”, de Helena Silva , “Banquete”, de Diego Padilha e Vanderson Santos, “Snuff”, de Anderson da Silva e “Amorte”, de Leonardo Chagas, participarão na categoria “Mostra competitiva Faço o Filme”, voltada para iniciantes, e serão exibidos no dia 4, a partir das 8h, no Teatro Difusora.

Realizados pelos alunos que atualmente cursam o quarto período de Jornalismo, os curtas foram elaborados como atividade para a disciplina de Produção Audiovisual, ministrada pelo professor Ian Costa. Na ocasião, uma das exigências do professor foi que os alunos inscrevessem os filmes em festivais e tornassem seus trabalhos conhecidos do público.

Para o aluno Elton Braytnner, 23, produtor do curta “Snuff”, o incentivo do professor foi essencial para que os alunos tivessem confiança na qualidade de seus trabalhos. Na trama criada por ele e seus amigos, um suspense, uma estudante de jornalismo começa a pesquisar uma lenda urbana da internet e acaba caindo nesse submundo. “Em um mês, desenvolvemos roteiro, demandamos funções, conseguimos atores, patrocínio, filmamos, editamos e criamos o projeto gráfico. Foi uma experiência enriquecedora que contará muito para o nosso portfólio”, finaliza.

“A habilidade de criar e dirigir roteiros é um diferencial para quem quer ingressar no mercado de trabalho, já que o aluno aprende a trabalhar com midiabilidade, estética e situações de dramatização”, explica Ian Costa. Ainda segundo ele, a visibilidade do trabalho não só enriquece o currículo acadêmico e profissional dos estudantes, mas também torna gratificante a produção e o esforço de cada um. “A exibição faz parte do processo de execução da obra”, explica.

O II Festival de Cinema de Caruaru acontecerá no Teatro João Lyra Filho (dias 1 e 2) e Teatro Difusora (dias 3 a 6). Mais informações através do site oficial do evento www.festivaldecaruaru.com.br/.

/**/

Em Agrestina, alunos da rede municipal acompanham produção de chocalhos

Alunos da Escola Maria Stela Cavalcante participaram ontem (30) de mais uma atividade do Programa Mais Educação. Cerca de 25 jovens, do 6º ao 9º ano, foram na manhã desta quarta-feira (30) até a comunidade Vila de Santa Tereza conferir de perto a produção de chocalhos, um dos símbolos mais importantes de Agrestina.

A visita aconteceu por volta das 9h e foi conduzida pelo professor Jonny Kefferson, coordenador do grupo. Esteve presente também a gestora da Escola, Luciene Maria de Lima. Os olhares curiosos estavam por todos os lados, acompanhando o longo processo de produção do chocalho, mas muitos reconheceram as etapas de trabalho. “Exibimos em sala de aula uma reportagem sobre o chocalho, para que os alunos viessem para Santa Tereza já com algum conhecimento”, disse o professor.

No próximo encontro todos farão relatórios falando sobre a experiência, para que entre eles sejam escolhidos monitores que, com a supervisão do professor, vão conduzir grupos com outros estudantes até o local, apresentando a produção de chocalhos e sua história.

Programa Mais Educação – é um projeto do Governo Federal em parceria com as Secretarias de Educação municipais e está presente em todas as escolas municipais de Agrestina, promovendo atividades educativas para jovens de 15 a 17 anos, que se tornam multiplicadores de conhecimento, passando para outros grupos as experiências que tiveram.

Diocesano dará início ao processo de ingresso de novos alunos

O Colégio Diocesano de Caruaru dará início ao processo de ingresso de novos alunos para o ano 2016. O procedimento inicial será exclusivamente para os irmãos de alunos do colégio, que terão o período de 25 a 30 de setembro para se inscrever. A partir do dia 5 de outubro haverá abertura de vagas para o público em geral.

Os interessados deverão procurar a secretaria do colégio, no horário de 14h às 17h, com a seguinte documentação: cópias de certidão de nascimento, CPF e RG do aluno; cópias do CPF, RG e comprovante de residência do responsável financeiro; e cópia do boletim escolar/2015 mais recente (apenas para os candidatos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio).

Para o preenchimento de vagas, será necessário atender a alguns critérios. Na Educação Infantil, o requisito principal diz respeito à faixa etária definida por Lei Federal, que considera a idade completa em 31 de março, ou seja, para o nível 1 é necessário ter 2 anos completos; para o nível 2, é preciso ter 3 anos completos; para o nível 3, é necessário ter 4 anos completos; e para o nível 4, o aluno precisa ter 5 anos completos.

As vagas destas turmas serão preenchidas por ordem de chegada no período de inscrições. É importante destacar que há turmas em que o número de vagas disponíveis é bastante reduzido e, à medida que forem preenchidas, não serão feitas novas inscrições.

Nas classes do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, devido ao número reduzido de vagas, o ingresso se dará através do Teste de Seleção, contemplando os conteúdos significativos de Português e Matemática, conforme a série cursada em 2015, cujo programa será disponibilizado no ato da inscrição.

Outras informações, através dos telefones (81) 3721-0833 e (81) 99735-0298.